segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Para ler e refletir

   Muitas vezes deixamos de viver grandes emoções em nossas vidas pelo simples fato de termos MEDO. Medo de experimentar novas sensações, novas experiências.                                                     Estamos muito acomodados com a rotina do dia a dia, isso faz com que não haja espaço para mudança ou tempo para pensar em inovações. Outras vezes, o medo de errar, de agir por impulsos ou mesmo se machucar, sofrer nos impede de descobrir novos caminhos, conhecer outros mundos, novas pessoas, pois são justamente essas pessoas que nos deixam em pânico. Temos medo de se apaixonar pelas mesmas e não sermos correspondidos ou nos decepcionar, perceber que a vida não é fácil nem simples, mas que apesar de tudo vale a pena ser vivida.
                     (Marya Paixão)
Viver a vida!!!  
 Esse é o lema que todos deveriam seguir     a melhor forma para isso é estar sempre ao lado de pessoas que amamos, pois há de chegar um momento na vida em que nada mais importará a não ser o amor, a alegria de estar ao lado de pessoas tão maravilhosas. Capazes de rir com você nos momentos mais felizes e divertidos de sua vida, assim como também serão aptas a chorarem com você em momentos de dor, angustias. Pessoas dispostas a nos darem uma palavra de conforto um conselho quando uma dúvida surgir. Se possuir amizades com essas características cuide para que elas durem eternamente, pois assim como as flores do jardim uma amizade deva ser cultivada todos os dias.                            
(Marya Paixão)



SONHO
Impossível não é
Difícil, talvez
Porem sua força de vontade é
Maior e capaz de superar qualquer
Tempestade ou furações.
Impossível é deixar de fazer, de sonhar,
Acreditar que é capaz.
O sonho sem ação, sem força para torná-los reais
E como um peixe fora d´água
Dura pouco e acaba morrendo.
Mas o sonho somado com atitude é como estar com
A faca e o queijo na mão
Então não guarde o queijo para comer mais tarde,
Não permita que outro vá a sua frente e faça isso por você.
Não deixe para mais tarde a realização dos seus sonhos
Corra, acredite, vá à busca dos seus sonhos e
Continue sonhando.
                                    (Marya Paixão)

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

CRÔNICA

FÉRIAS EMBARAÇADAS
  Janeiro chegou é época de férias arruma-se as malas e boa viagem. Foi numa dessas viagens que duas amigas resolveram se aventurar com destino a Brasília. Fui com intenção de visitar amigos e parentes e também mostrar a capital para minha amiga.
  Certo dia aproveitando a manhã ensolarada resolvemos ir passear no Plano Piloto, a proposta do passeio era muito boa só não contávamos que iríamos entrar num ônibus super cheio. Lá fomos nós em pé em meio a um empurra para lá empurra para cá. Ao nosso lado estava sentada uma senhora já de idade onde essa dividia a poltrona com um rapaz que trajava roupa esportiva, boné, brincos e tatuagens pelo corpo. O jovem ficou por alguns instantes a nos observar ao certo percebeu que éramos turistas, pois não paramos de reclamar durante todo percurso. Ele então se oferece para segurar nossas bolsas, na hora achei que fosse um assalto, só depois fiquei sabendo que era normal as pessoas que iam sentadas levarem as bolsas dos que iam em pé. Não sabia ao certo qual era sua intenção e fui logo recusando a oferta.
   As horas se passavam e o ônibus continuava lotado já estávamos impacientes, como se não bastasse àquela terrível situação minha amiga começa a passar mal. Por estar muito apertado era difícil ate olhar para o lado ou para trás e isso fez com que eu não percebesse que a garota estava se sentindo mal, foi então que uma senhora muito simpática de óculos, cabelos presos e vestido florido, notou que a menina estava desmaiando. Rapidamente a senhora se levanta cedendo o lugar, só então fui perceber o que estava acontecendo. A situação era desesperadora o ônibus continuava andando, minha amiga não parava de vomitar e eu não sabia o que fazer. Chegamos ao nosso destino e os planos de um belo passeio de férias pareciam ter chegado ao fim, mas o inesperado acontece, ao descermos do ônibus fomos para o shopping ficamos por lá algum tempo ate que seus enjôos passassem.
  Já recuperada podíamos em fim fazer nosso turismo, visitamos a explanada dos ministérios, a catedral, museu, teatro, biblioteca, etc. Parecia tudo perfeito mais devido o sol forte, tivemos que apressar a volta para casa. Ate o clima resolveu embaraçar nosso passeio, pois exatamente nesse dia o sol intenso nos deixou com a pele avermelhada parecia que estamos Ceará e não em Brasília. Feita à excussão voltamos para casa, dessa vez o ônibus não estava tão cheio.