quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Ser professor











Ser professor não é deter       
o conhecimento, mas                                                                                                                                        
fazer-se instrumento de   
mediação entre o saber    
e quem tem sede de aprender.

Ser professor é perceber  
que ninguém sabe tudo,    
mas que todos são capazes  
de algo aprender...      
Seja ler ou escrever.

Ser professor é saber            
fazer diferentes funções:   
do mestre a ensinar,    
ao amigo para brincar,   
do psicólogo para ouvir,   
de uma mãe a corrigir.

Ser professor é aprender     
a conviver com a diversidade,     
com problemas e soluções.     
Reconhecendo seus limites
e controlando as emoções.                                                                                                                            
   
Ser professor é estar disposto
a realizar árduas tarefas, mas                                                                                                                          
saber que tudo valerá a pena,
pois o professor é quem forma
todas as outras profissões.                                                                                      

(Marya Paixão)           

                                                                                                                                                                                                                                                                                                   
                                                                           
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                
                                                                                                                                                                                                                                                              

                                                                                                                                                                                                                                                                

quinta-feira, 3 de setembro de 2015



O futuro é a consequência do nosso presente, 
por isso, plante e regue suas sementes hoje,
 se desejas colher flores amanhã. 
(Mary Paixão)

quinta-feira, 30 de julho de 2015

O jogo da vida




Viver é uma grande jogada
É estar sempre na estrada
Imerso na sociedade (des)regrada.

É aprender a conviver com as
regras instauradas, mesmo que
estas venham a ser quebradas.

É saber aceitar as vitórias 
e as derrotas, porque no jogo
da vida, nem tudo são glórias. 

É respeitar os adversários e amar
os parceiros, pois na regra do 
jogo é preciso ser companheiro.

No jogo da vida, não interessa
ganhar ou perder, o importante é
a experiência que nos faz crescer.

Se quiser vencer nesse jogo, 
muitas regras serão seguidas, dia
após dia, todas estarão cumpridas.

É amando para ser amado.
É perdoando que serás perdoado.
Não odiando, não serás odiado.

E se a vida é um jogo,
que seja vivida como
uma grande jogada!

(Marya Paixão)


sábado, 25 de julho de 2015

CORDEL: Peter Pan e a terra do nunca








                                       

                                     



Prestem atenção no que vou contar 
essa é a história de um menino que 
criança pra sempre, queria ficar                        
Peter Pan era seu nome... Só queria    
só gostava e só pensava em brincar. 

Wendy, João e Miguel eram três irmãos.    
A senhora Darling era a mãe que cuidava 
dos seus três filhos com muita dedicação.    
Contava com a ajuda da cadela Naná,        
uma babá que sempre estava à disposição. 
  
Certa noite, Peter Pan, foi visitar, a casa  
das crianças ele ia alegrar. Vestindo uma    
roupa feita de folhas de árvore, a menina    
Wendy ele conseguiu assustar, mas nada    
demorou e eles já estavam a gargalhar.                                                                                          


Os três irmão, Peter Pan, tinha ido buscar.  
e para terra do nunca ele os queria levar.
Mas teve alguém que não gostou da ideia     
foi a fada Sininho que começou a implicar  
por ciúmes de Wendy passou a aprontar.   

A terra do nunca era um lugar de fantasia     
com árvores de pirulitos, navio fantasma, 
bonecas que falam uma grande magia...       
Adultos lá não existiam para ordens dar
As crianças eram livres e podiam brincar.
                                                                                                                                        
Num passeio na floresta o capitão os
encontrou. Correram para todos os lados, 
mas de nada adiantou... Eram os piratas!!     
Peter Pan e a criançada ele assustou...   
Mas com as suas artimanhas,                                                                                                             
o grupo de piratas, a criançada derrotou.  
     
(Maria Paixão)   

sábado, 11 de julho de 2015

Ter amigos















Ter amigos é sentir segurança,
é ter esperança e viver como
uma eterna criança.

Ter amigos é viver com felicidade,
saber o que é cumplicidade, para
assim, descobrir o que é sentir saudades.

Ter amigos é praticar a lealdade,
partilhar e viver em humildade.
É descobrir o que é solidariedade.

Ter amigos é perceber que é
possível viver em igualdade,
mesmo diante das diversidades.
(Marya Paixão)